Após liminar da Justiça e assembleia da categoria, motoristas adiam a greve

Após liminar da Justiça e assembleia da categoria, motoristas adiam a greve

Neste domingo (14/05), motoristas do transporte coletivo de Goiânia realizaram assembleia para discutir a proposta do Ministério Público do Trabalho e decidiram por adiar a greve por tempo indeterminado. Essa reunião ocorreu após a liminar da Justiça do Trabalho determinando que o Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários no Estado de Goiás (Sindittransporte) renunciasse a greve que estava prevista para esta segunda-feira (15/05).

A liminar foi despachada pelo desembargador Paulo Pimenta, na última quinta-feira (11/05), afirmando que greve é constitucionalmente garantida aos trabalhadores, mas não é absoluto já que há condições e limites legais. De acordo com o desembargador, para iniciar greve seria necessário haver tentativa frustrada de negociação pacífica entre os sindicatos envolvidos.

O desembargador afirmou ainda que essa negociação está em curso e, portanto, determinou que caso o Sindittransporte iniciasse a greve deveria pagar uma multa diária de R$ 10 mil. Para todo efeito, foi marcada uma audiência na segunda-feira (15/05), às 15h30, no Auditório do Tribunal Pleno do TRT para tentar uma conciliação entre as partes.


 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *