Enviado da ONU pede solução imediata para greve de fome de presos palestinos

Enviado da ONU pede solução imediata para greve de fome de presos palestinos

O enviado especial da Nações Unidas para o processo de paz no Oriente Médio, Nickolay Mladenov, pediu nesta quinta-feira (18) uma solução imediata para a greve de fome de presos palestinos. Segundo fontes da imprensa, em meados de abril, cerca de mil detentos decidiram parar de comer para protestar contra as condições de encarceramento nas prisões israelenses.

Nickolay Mladenov, enviado especial da Nações Unidas para o processo de paz no Oriente Médio. Foto: ONU/Loey Felipe

Nickolay Mladenov, enviado especial da Nações Unidas para o processo de paz no Oriente Médio. Foto: ONU/Loey Felipe

O enviado especial das Nações Unidas para o processo de paz no Oriente Médio, Nickolay Mladenov, pediu nesta quinta-feira (18) uma solução imediata para a greve de fome de presos palestinos. Segundo fontes da imprensa, em meados de abril, cerca de mil detentos decidiram parar de comer para protestar contra as condições de encarceramento nas prisões israelenses.

“A greve agora está entrando em seu segundo mês e é imperativo que uma resolução seja encontrada o mais rápido possível, em acordo com o direito internacional humanitário e as obrigações de direitos humanos de Israel”, afirmou Mladenov, que disse estar acompanhando “com grande preocupação” a conjuntura.

O enviado acrescentou ter esperanças de que os atuais esforços de negociação resultem em uma solução imediata para o impasse. De acordo com Mladenov, uma resolução é do interesse das iniciativas em curso para retomar o processo político pela paz. O representante das Nações Unidas convocou as partes envolvidas a tomar todas as medidas necessárias para evitar uma escalada de tensões.


Comente

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *