Jovem atropelada em protesto ainda sofre dores

Jovem atropelada em protesto diz que sente muitas dores e está ‘em choque’

Andreza Carneiro foi atingida por motorista que avançou contra grupo que pedia a renúncia de Michel Temer. Vídeos registraram a confusão, em Goiânia.

Jovem atropelada durante protesto fala sobre lesões, em Goiânia

Jovem atropelada durante protesto fala sobre lesões, em Goiânia
Atropelada durante um protesto em Goiânia, a vendedora ambulante Andreza Carneiro, de 21 anos, diz nesta sexta-feira (19) que sente varias dores e também que está “em choque” com o que aconteceu. Um vídeo mostra enquanto a integrante do Movimento dos Equipe Sem Teto (MTST) vergasta o elmo versus o para – aragem do carruagem e também, prontamente, é atropelada (veja supra ).
“Pensei que ia passar. Foi um milagre de Deus ter ficado embaixo do sege e também sobrevivido”, relatou ao G1.
O atropelamento ocorreu por retornança das 17h30 de quinta-feira (18), no interceptação das avenidas Goiás e também Corajoso, durante o protesto que pedia a repúdio do presidente Michel Temer (PMDB). A jovem foi socorrida pelo Serviço de Auxílio Traste de Urgência (Samu) e também cava para o Sanatório de Urgências de Goiânia (Hugo).

Em seguida ser analisada pela equipe médica, Andreza recebeu subida médica. Consoante a unidade de saúde, a jovem não teve nenhuma fratura, passou por exames e também avaliação pluridisciplinar.

Ainda que não ter fraturas, a partícipe teve muitas escoriações. “Está doendo bastante. Estou com muita dor nas pernas e também nas costelas, não posso fazer dedicação. Nem dormi recta ”, relata a jovem.

Consoante Andreza, ela bateu o elmo versus o carruagem para evitar que este seguisse e também machucasse alguém. “ Estava com o sangue quente. Aí vi ela [motorista], e também um monte de pessoas diante, detrás, em cima. Aí peguei e também comecei a espancar para interromper o coche ”, explicou.
Andreza estava no protesto com o marido, Daniel Semão, de 31 anos, o rebento, de 3 anos, e também a mãe, a diarista Araci Carneiro, 54. No instante da confusão, a gaiato estava com a avó e também ambas não se feriram.
Já Daniel machucou o braço ao quebrar o vidro da janela do Chevrolet Óptica para descontinuar o carruagem. Este confessou que teve susto de perder senhora.
“Foi a ação da plebe que salvou a minha senhora. Ela ficou embaixo do coche. Uma turma levantou o sege e também eu a puxei. O alvo [da motorista] era passar por cima e também eliminar. Se a gente não para o carruagem, ela ia assassinar minha senhora ”, diz ao G1.

Motorista do coche

Já a condutora do carruagem e também um passageiro foram retirados do veículo e também escoltados pelo Corpo de Bombeiros e também pela Agente Militar. Segundo o sargento do Corpo de Bombeiros Welder Alves Justino, eles não se machucaram. “ A condutora está em estado de choque. Todo planeta queria facetar o sege dela. Tentaram linchá-la. Ela não ficou ferida, somente assustada”, diz.

A senhora foi cava para a Mediano de Flagrantes de Goiânia, prestou testemunho e também foi liberada. Encarregado por registrar o caso, o mandatário Fernando Takemoto entendeu que não havia elementos jurídicos para autuar a motorista em flagrante, porque ela também é possível que ter agido em legítima resguardo.
“Havia uma enormidade numérica absurda versus a escravo que tinha somente o sege no qual estava para se proteger e também foi cercada da agressão violenta de copiosas pessoas ”, explica o mandatário no boletim de ocorrência.
O caso será desenvolvido pelo 1º Província Vigilante. “ Vamos apurar o sazonal transgressão de dano ao patrimônio e também o esporádico delito de lesão corporal. Como são casos conexos, o mesmo sindicância vai apurar as duas circunstâncias”, explicou o consultor da Milícia Social, procurador Gylson Mariano.

Para a televisão Destemido, a motorista diz que está partida, que nem conseguiu dormir durante a noite e também que, logo que possuir condições, vai se pronunciar sobre o que aconteceu.
Presidente da Mediano dos Recursos humanos e também Trabalhadoras do Brasil em Goiás (CTB), Ailma Maria Oliveira, lamentou a confusão: \”É mas um ato pacífico que termina com obstáculo. Almejamos que o povo goiano participe. Permanecer paragem 5 minutos não é possível que ser motivo para tirar a vida de absolutamente ninguém \”.

A concentração do protesto começou por retornança das 16h15 na Rossio do Bandeirante, no Domínio Mediano, e também reuniu integrantes de diferentes entidades. Segundo a organização, mais ou menos 300 pessoas participaram do ato. Já a Milícia Militar não informou a estimativa. O ato foi preso por vinda das 18h.

A revelação foi organizada mediante redes sociais na noite de quarta-feira (17), uma vez que jornal \”O Orbe \” divulgou informações sobre a delação dos irmãos donos da JBS, Joesley e também Wesley Batista, que disseram que gravaram o presidente Michel Temer dando aval para adquirir o silêncio do presidente do congresso dos deputados cassado e também ex- -presidente da Câmara dos Membros do congresso dos deputados Eduardo Cunha (PMDB-RJ), uma vez que este foi recluso na Operação Lava Jato.
Em pronuciamento nesta tardiamente, Michel Temer diz que não teme a delação e também que não vai renunciar ao missão.
Participaram do protesto em Goiânia o Fórum Goiano em oposição a as Reformas da Previdência e também Trabalhista, constituído por centrais sindicais, as Frentes Brasil Popular e também Povo Sem Susto e também entidades representativas da sociedade social. Eles também afirmaram que o ato foi vs as reformas da Previdência e também trabalhista.

Delações

Em disco, feita em março deste ano, Joesley diga a Temer que estava dando a Eduardo Cunha e também ao operador Lúcio Funaro uma mesada a fim de que permanecessem calados na prisão. Diante dessa informação, Temer diz, na estampagem : \” tem sustentar isso, viu\”
Em nota, a Secretaria Privativo de Notícia Social da Presidência diz que o presidente Michel Temer \” não solicitou pagamentos para conseguir o silêncio do ex- – presidente do congresso dos deputados Eduardo Cunha. Não participou nem autorizou nenhum gênero de movimento com a finalidade de evitar delação ou cooperação com a Justiça pelo ex- -parlamentar\”.
Também na delação, Joesley entregou uma gravura à PGR em que o senador Aécio Neves (MG), presidente do PSDB, é cinzelado pedindo ao empresário R$ 2 milhões. No áudio, com duração de mais ou menos 30 minutos, o presidente vernáculo do PSDB justifica o solicitado dizendo que precisava da quantia para saldar sua resguardo na Lava Jato.
Segundo a reportagem, no material que chegou às mãos do ministro Edson Fachin no Supremo Tribunal Federalista ( Supremo Tribunal Federal ), a PGR diga ter elementos para declarar que o numerário recebido pelos equipe de Aécio Neves não era para os advogados.
Em nota, a assessoria de prelo de Aécio Neves afirmou que o senador \”está absolutamente tranquilo quanto à correção de todos e cada um dos seus atos\”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *