Mãe e padrasto são presos suspeitos de matar menino enforcado em Goiânia

Mãe e padrasto são presos suspeitos de matar menino enforcado em Goiânia

Corpo da criança, de 9 anos, foi abandonado dentro de caixa em matagal após ser asfixiado com lençol. Segundo a polícia, jovem confessou o crime.

Mãe e padrasto são presos suspeitos de matar menino e simular sequestro

Mãe e padrasto são presos suspeitos de matar menino e simular sequestro

Um casal foi preso suspeito de matar um garoto, de 9 anos, em Goiânia. Ele é filho da jovem, de 27 anos, e enteado do rapaz, de 20. De acordo com o delegado Valdemir Pereira, o homem confessou que enforcou a vítima, mas alegou que agiu a pedido da mãe do menino.

Segundo o delegado, o homicídio foi cometido na sexta-feira (19) em uma casa no Setor Nunes de Morais. Em depoimento, o jovem disse que matou o menino asfixiado com um lençol. Depois, colocou o corpo em uma caixa de papelão e o abandonou em um matagal perto da residência.

No domingo (21), o casal foi à Central de Flagrantes, onde registrou um boletim de ocorrência dizendo que o menino tinha sido sequestrado, segundo confirmou ao G1 o delegado Jerônimo Borges. A mãe relatou que, no momento em que foi levado, o filho estava com o padrasto. Ela afirmou que quatro homens em um carro os abordaram.

A mulher contou, ainda, que o menino estaria sendo levado por conta de uma dívida do companheiro dela, de R$ 1,6 mil. Segundo a polícia, ela deu detalhes dos indivíduos, como as roupas que eles usavam. A mãe contou que chegou a conseguir juntar metade do valor, mas como os sequestradores não entraram em contato, ela foi à polícia.

Porém, os dois começaram a se contradizer nos depoimentos e, durante a investigação, o jovem acabou confessando que matou o menino a pedido da mãe. Assim, tanto ele quanto a mulher foram presos.

A Polícia Civil destacou que, na manhã desta segunda-feira (22), ainda faz diligências para esclarecer o caso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *