Segurança comunitária, conceitos básicos

Por mais que a segurança privada possa ser bem-sucedida, com a contração de vigias, a instalação de câmaras, a colocação de alarmes em residências, não se deve dispensar a segurança comunitária.

Pois, ela, além de ser mais barata que a privada, pode ser também mais efetiva, devido a integração e a colaboração de todos os moradores, que acabam se ajudando para evitar assaltos e roubos em determinado bairro ou comunidade.

Esse texto vai falar sobre como fazer uma boa segurança comunitária, quais as vantagens dela e como ela é aplicada.

Segurança comunitária, conceitos básicos

O que é a segurança comunitária

A segurança comunitária, é, como o próprio nome diz, uma segurança feita pela comunidade, a qual, trabalhando unida e com um sistema de cooperação mutua, consegue diminuir a criminalidade nos bairros onde ela é bem aplicada e aumenta a segurança dessas populações.

Alguns dos pontos a serem realizados para que a segurança comunitária possa ser bem aplicada.

Verificação constante

O primeiro dele é a comunidade verificar se no bairro não existem veículos abandonados, ruas mal iluminadas, ruas bloqueadas, mal sinalizadas, prédios e terrenos abandonados, locais de vandalismo e consumo de drogas.

Esses locais, quando encontrados, devem ser comunicados imediatamente a polícia, para que, em parceria com a segurança comunitária, a polícia consiga efetuar os devidos cuidados nesses locais e o bairro continue seguro.

Outra função da segurança comunitária é a orientação das crianças do bairro, para que elas saibam dos problemas existentes na comunidade e evitam frequentar os locais perigosos do bairro.

Oferecer opções de lazer e entretimento

Mais uma recomendação para que a segurança comunitária possa funcionar bem é a verificação se, no bairro, existem opções de lazer e desenvolvimento profissional e cultural para as crianças. Isso é de suma importância, pois, evita com que essas crianças possam vir a se transformar em futuros criminosos no futuro, graças a essas opções oferecidas a elas.

segurança comunitária

Uma boa segurança comunitária sempre trabalha de forma integrada e em parceria com as autoridades policiais e públicas.

Outra função da segurança comunitária é procurar criar programas de assistência a famílias que estejam em dificuldades em seu bairro;

Para que uma segurança comunitária possa realmente dar certo, há de ter o complemento envolvimento de todo o bairro, isso garante a eficácia do programa e a segurança para todo o bairro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *